Comparando sobrados-museu – Parte I: Sobrado Histórico J.F. Lippi (Teresópolis, RJ), Museu Victor Meirelles (Florianópolis, SC) e Museu Regional de São João Del-Rei (S.J. Del-Rei, MG)

Confrontando o nosso Sobrado Histórico com o Museu Victor Meirelles verificamos que, além da distância espacial, ambos mantêm também uma distância cronológica: o primeiro foi erguido em algum momento da primeira quadra do século XX enquanto o segundo é um sobrado luso-brasileiro do final do século XVIII.

Sobrado Histórico J.F. Lippi (Teresópolis, RJ).

Sobrado Histórico J.F. Lippi (Teresópolis, RJ).

Apesar destas distâncias geográficas e cronológicas, guardam uma proximidade funcional: ambos tiveram moradias nos seus andares superiores e comércio no térreo. O florianopolitano foi armazém do pai do famoso pintor Victor Meirelles e o teresopolitano foi depósito para o Empório Comercial José Francisco Lippi (uma casa contígua ao sobrado e construída antes deste).

Museu Victor Meirelles (Florianópolis, SC).

Museu Victor Meirelles (Florianópolis, SC).

O edifício onde está o museu Victor Meirelles seria demolido para dar vazão ao tráfego porém foi tombado. Possui hoje, além de exposições de longa duração, outras de menor tempo que são selecionadas por meio de editais. Atualmente há projeto para torná-lo mais acessível, inclusive para cadeirantes. E, tal como o Sobrado Histórico J.F.Lippi, tem uma agenda com várias atividades culturais que fortalece a afinidade com o público, além das visitas comuns.

O Museu Regional São João Del-Rei em relação aos citados tem a peculiaridade de possuir três andares (foi comércio de secos e molhados no térreo e habitação familiar nos dois restantes). Como ocorreu em Venda Nova, era propriedade de um influente comerciante local: aqui o major José Francisco Lippi e lá o comendador João Antônio da Silva Mourão. Importante notar que o entorno deste museu mineiro foi preservado.

Museu Regional de São João Del-Rei (MG) (clique na imagem para acessar o vídeo).

Mais episódios da série Conhecendo Museus.

Esse post foi publicado em Textos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s